Sílvio Humberto aponta soluções políticas para o incentivo à leitura

Durante seminário que reuniu mediadores de leitura e representantes de bibliotecas comunitárias, na manhã da última terça-feira (12), o vereador Sílvio Humberto (PSB) afirmou que para Salvador ser considerada uma “cidade leitora” depende diretamente de vontade política. “Dizem que não estamos estruturados para acessar os recursos, mas incentivar a leitura é também empoderar, através da formação, as instituições que articulam as bibliotecas comunitárias”, destacou o socialista que é presidente da Comissão de Educação e diretor de honra do Instituto Cultural Steve Biko, ao tratar dos processos burocráticos que inviabilizam o acesso das organizações aos recursos públicos destinados às áreas de educação e cultura.

DSC_0032

O Plano Municipal do Livro, Leitura e Biblioteca também foi alvo de discussão. Questionado sobre Fundo Municipal do Livro, um dos itens previstos no Plano, Sílvio Humberto acredita que é preciso celeridade do poder executivo para que o Plano entre em vigor e assim, garantir o Fundo nos próximos dois anos.

Uma reunião ampliada da Comissão de Educação será realizada para discutir o tema e criação de uma Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura solicitada pelas redes EMredando Leituras e Tokiliterário.
DSC_0057

Vereador Sílvio Humberto vai às ruas apoiar derrubada de decreto

Durante assembleia realizada por docentes no ginásio do Sindicato dos Bancários, na última quinta-feira (07), que decidiu pela rejeição do Decreto 24.361/2013 responsável pelas definições do Padrão de Qualidade SMED para funcionamento da rede municipal de ensino, o vereador Sílvio Humberto (PSB) assegurou que apoia os professores que lutam por uma educação pública de qualidade.  “Se este decreto foi elaborado sem contemplar as observações dos que estão todos os dias em sala de aula e conhecem de perto os problemas das escolas, não tenho motivos para optar pela aprovação”, declarou o socialista, presidente da Comissão de Educação da Câmara de Salvador.

DSC_0391

Após seguir em protesto com os educadores até a prefeitura, Sílvio Humberto juntamente com os vereadores Everaldo Augusto (PCdoB) e Hilton Coelho (PSOL), reforçou a disposição da Comissão de Educação para organizar uma audiência pública com a finalidade de debater o Padrão de Qualidade SMED e as considerações contidas na carta dos educadores encaminhada ao prefeito após os protestos.

DSC_0414

Palestra sobre Saúde Pública inicia as atividades do mês da Consciência Negra

saudeO Grupo de Mulheres e Amigos da Rua Souza Uzel realiza a palestra “População Negra: A saúde é um Direito”. A iniciativa tem o objetivo de conscientizar moradores do bairro da Federação sobre as doenças que mais atingem afrodescendentes. “Levar o profissional de saúde a comunidade para que as pessoas possam tirar suas dúvidas e garantir informações sobre as doenças de maior incidência nesta parcela da população é também um método de prevenção”, acredita o vereador Sílvio Humberto, apoiador da atividade. A palestra será realizada no dia 06 de novembro pela médica Maria Doralice de Souza, mestra em Saúde Coletiva pela Universidade Federal da Bahia.

Projeto de Sílvio Humberto determina exposição dos roteiros e horários dos ônibus

ônibus salvadorFoi aprovado por unanimidade o projeto de indicação do vereador Sílvio Humberto (PSB) que determina a instalação de placas nos pontos de ônibus contendo os horários e roteiros de todas as linhas de transporte coletivo de Salvador.  As empresas de ônibus devem anunciar o horário em que o  ônibus sai do final de linha e a hora estimada para passar em cada parada.
De acordo com o socialista, com os horários e roteiros  afixados em locais visíveis, os usuários de ônibus poderão ter uma noção do tempo de espera e fazer um planejamento  em qual  é o melhor momento para pegar a condução.  “Hoje as pessoas vão para o ponto e não sabem a que horas o ônibus passa. É um total desrespeito com a população, que fica a mercê das empresas. Com as placas, informando o roteiro e o horário de cada linha os usuários de transporte coletivo poderão se organizar e não ficar expostos, nem em situações de vulnerabilidade. Sabemos, que acontecem diversos assaltos nos pontos de ônibus da cidade”, explicou Sílvio Humberto.
Além dos horários e dos roteiros das linhas, as placas de sinalização implantadas nos pontos de ônibus devem conter telefones úteis, como Corpo de Bombeiros, Samu e Polícia Militar. “Não podemos esquecer que Salvador  é um polo turístico e muitas pessoas que estão aqui não conhecem a rotina da cidade. Por isso, um serviço de informação como esse, facilita a vida de quem precisa pegar ônibus”, finalizou o vereador.