Educação para acabar o machismo

13240679_1071238592948543_5907743187913692015_nSe os inúmeros casos de estupros individuais e outras formas de violência contra as mulheres que frequentam o nosso cotidiano fossem punidos exemplarmente. Certamente, poderíamos considerar esse caso do estupro coletivo assim como o assassinato da professora Sandra Regina pelo marido dentro da escola municipal como surreais, mas infelizmente não. Portanto, urge, sem nenhum tipo de concessão, a ampliação das políticas públicas para promoção das mulheres, entre elas, a educação voltada para o respeito às diversidades( gênero, sexual, etnicorracial, religiosa, pessoas com deficiência). Um dos caminhos para mudar esse estado de coisas é Educar para promover a equidade, visto que as violações contra as mulheres não começam , em geral, com um ato violento explícito, as vezes, uma frase simples dita até em tom de piada: minha mulher, minha propriedade ou quando nós, sobretudo os homens, não nos indignamos com a frase : bela, recatada e do lar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s