Câmara concede Medalha Zumbi dos Palmares a Maria Lúcia Pereira

A outorga é uma iniciativa do vereador Sílvio Humberto

13495315_1086530804752655_3714069636798851878_nEm reconhecimento a uma trajetória dedicada as causas sociais e a destacada atuação em defesa das pessoas em situação de rua, Maria Lúcia Santos Pereira será homenageada na Câmara de Salvador e vai receber a Medalha Zumbi dos Palmares. A concessão da Medalha, que é uma iniciativa do vereador Sílvio Humberto (PSB), acontece na próxima terça-feira (28), no Plenário Cosme de Farias, às 19 horas.

“Lúcia representa bem o Zumbi que há em todos nós que lutamos contra o racismo e suas manifestações. Homenageá-la é reconhecer que a luta das pessoas em situação de rua é parte importante para a superação das agruras do racismo”, explica Sílvio Humberto.

A honraria é destinada a pessoas atuantes no combate ao racismo, discriminação e intolerância na cidade de Salvador e segundo o parlamentar, concedê-la a Maria Lúcia é uma demonstração de compromisso. “Em 2012 firmamos um mútuo compromisso militante e agora, em 2016, agraciá-la com a Medalha Zumbi dos Palmares é demonstração inequívoca da sua importância enquanto liderança do Movimento da População de Rua”.

A homenageada

Maria Lucia Santos Pereira é natural de Itapetinga e chegou à situação de rua com 16 anos, por conta de perda de vínculos familiares. Em 1999, conheceu uma igreja que durante muito tempo estava abandonada e que havia sido reaberta para dar espaço a uma Comunidade que acolhia a população de rua chamada Comunidade da Trindade. Com a participação na comunidade, foi encaminhada a um Centro de Recuperação onde passou cinco meses, de lá foi enviada para Aracaju para aprofundamento Espiritual onde ficou três anos e meio.

Retornando a Salvador iniciou um trabalho de convivência na Igreja da Trindade e em 2005 assumiu a coordenação do projeto com quatro companheiros vindos das ruas. Em 2008 os trabalhos foram expandidos com a criação do Projeto Levanta-te e Anda no qual ela era responsável pelo acolhimento e trabalho em grupo com 40 companheiros que ainda estavam em situação de rua, mostrando a eles que era possível uma nova forma de viver.

Em 2010 junto com companheiros de rua que acreditavam que havia chegado a hora de lutar por Políticas Públicas inicia-se em Salvador o Movimento da População de Rua, hoje com seis anos de lutas e conquistas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s